Reunião sacramenta a criação do distrito industrial de Nova Casa Verde - PORTAL ANGÉLICA - Seu Portal de Notícias

22º min
35º min


Reunião sacramenta a criação do distrito industrial de Nova Casa Verde

Proprietário da área que será desapropriada pelo município e investidores se reúnem com prefeito Gilberto Garcia para oficializar o novo empreendimento

Publicado em: 24/01/2019 às 07h10

- jornal da nova

Foto: João Claudio/PMNA

Uma reunião de negócios realizada nesta manhã de quarta-feira (23) entre o prefeito José Gilberto Garcia, o médico Henrique Liberato Salvador, proprietário de uma fazenda situada às margens da rodovia BR 267, e investidores do estado do Paraná sacramentou a criação do distrito industrial de Nova Casa Verde.

Este importante passo foi dado após a confirmação da destinação de uma área de 10 alqueires desta fazenda para desapropriação pelo município de Nova Andradina e a oficialização do interesse de empresários na instalação de empresas do ramo de fecularia e tratamento de eucalipto nesta localidade.

Ao recepcionar os visitantes na sala de reuniões do Paço Municipal, Gilberto Garcia ressaltou o potencial do distrito de Nova Casa Verde para abrigar um parque industrial e elogiou a boa vontade do proprietário da área de ceder a área rural de forma amigável ao município. Para o prefeito, o projeto do distrito industrial “nasce” saudável, pois a área será escriturada e permitirá aos futuros investidores obter crédito junto a financiadoras e bancos públicos. Outro ponto fundamental é a colaboração do pecuarista Henrique com o projeto de desenvolvimento do distrito. 

“A região oferece uma boa logística, pois está situada às margens da rodovia e numa distância de 120 km do estado de São Paulo, principal mercado consumidor; está próxima a assentamentos e pequenas propriedades rurais que podem fornecer matéria-prima em abundância; além de potencial e acesso fácil a energia. O que depender do município será providenciado - parceria, assistência técnica e documentações”, frisou o chefe do executivo municipal.

Dr. Henrique disse que investe no município há mais de 20 anos, quando adquiriu as terras em Nova Casa Verde, e acredita nos planos do prefeito Gilberto Garcia. “Reafirmo meu compromisso em ser um parceiro do governo municipal. Quero caminhar junto e entrar para a história de Nova Casa Verde. Também estou disposto a fazer um campo experimental para o plantio de mandioca na minha propriedade e servir de modelo para outros agricultores”, anunciou o fazendeiro.

Evaristo Borin Filho foi um dos empresários que manifestaram interesse em montar uma fecularia nesta área industrial. Ele disse que o projeto está em fase de estudo de viabilidade e que a região tem vocação para o plantio de mandioca, principal matéria-prima da sua indústria. “Estamos estudando a melhor variedade da mandioca para produzir amido azedo e doce e uma fécula da mais alta tecnologia. Aqui a disponibilidade de terra é maior e a logística é excelente para o transporte da mercadoria. A atividade deve fomentar a agricultura familiar e gerar empregos diretos e indiretos”, declarou o investidor.

Também participaram da reunião, empresários de Maringá, Nova Londrina e Paranavaí, municípios do estado do Paraná como Laércio Vitor, José Renato do Amaral e Luciano Pereira, da Genese Projetos de Investimentos, responsável pela captação de recurso do FCO para implantação de empresas também participaram do encontro, além do secretário Hernandes Ortiz, presidente da Câmara, Amarelinho, vereadores Airton Castro e João Dan e representantes da Comissão de Emancipação do distrito. 

Nesta tarde, o secretário Hernandes Ortiz juntamente com empresários irá visitar a propriedade rural que será desapropriada, dando início ao processo de avaliação e negociação da área.