Vacina de Aftosa terá dose reduzida para diminuir reação de animais - PORTAL ANGÉLICA - Seu Portal de Notícias

22º min
29º min


Vacina de Aftosa terá dose reduzida para diminuir reação de animais

Em 2021 encerram a vacinação em MS e outros 12 estados

Publicado em: 11/02/2019 às 06h30

- correio do estado

A vacina que imuniza a Febre Aftosa em animais terá a dose reduzida a partir de maio conforme as ações do Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA) o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). De acordo com o Governo do Estado, com a mudança de 5 ml para 2 ml, a expectativa é de que diminuam as ocorrências de reação nos animais.

Através da assessoria de imprensa o diretor-presidente da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), Luciano Chiochetta, explicou que logo na primeira etapa da vacinação deste 2019 - a partir de maio - a dose da vacina contra a febre aftosa será reduzida de 5 ml para 2 ml em Mato Grosso do Sul e na maioria dos outros estados.

Com relação aos estoques, Luciano comentou ainda que o próprio Ministério já verificou e se certificou de que os laboratórios produtores possuem quantidade suficiente do novo produto para atender à demanda dos criadores em todo País.

O governo recomenda que as doses sejam adquiridas somente em lojas registradas. Que se verifique se estão na temperatura correta: entre 2° C e 8° C. Para transportá-las, deve ser utilizada uma caixa térmica, com três partes de gelo para uma de vacina, lacrando-a ao final. A vacina deve ser mantida no gelo até o momento da aplicação.

Retirada da vacina até 2021

O Mapa dividiu o país em cinco blocos. Os primeiros estados a extinguirem a vacinação serão Acre e Rondônia em 2019 (bloco I). Em 2020 está prevista a retirada da vacina no Amazonas, Pará, Amapá e Roraima (bloco II) e de Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte (bloco III). Em 2021 encerram a vacinação na Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Sergipe, São Paulo e o Tocantins (bloco IV), além de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina (Bloco V), este último é o único estado considerado livre da febre aftosa sem vacinação.

Mais informações e orientações pode ser obtidas nas unidades locais da Iagro nos municípios, na página da agência na internet, ou pelo 0800-679120.