Saymon e Guto avançam para as oitavas de final no Catar - PORTAL ANGÉLICA - Seu Portal de Notícias

16º min
26º min


Saymon e Guto avançam para as oitavas de final no Catar

A dupla venceu dois jogos consecutivos nesta quarta-feira

Publicado em: 13/03/2019 às 15h45

- correio do estado

Foto: Divulgação / FIVB

Dupla assegurou a primeira posição da Chave C - Divulgação / FIVB

O sul-mato-grossense Saymon e o carioca Guto avançaram para as oitavas de final da etapa de Doha, no Catar, do Circuito Mundial de vôlei de praia.

A dupla venceu dois jogos consecutivos nesta quarta-feira (13), resultados que asseguraram a primeira posição da Chave C e evitaram a repescagem.

Na primeira rodada, Saymon e Guto superaram os norte-americanos Tri Bourne e Crabb por 2 sets a 0 (21/17 e 21/12), em 34 minutos. Em seguida, triunfo por 2 sets a 0 (21/18 e 21/18) sobre os estonianos Nolvak/Tiisaar, em 38 minutos de partida.

A parceria aguarda outros resultados para definir os adversários das oitavas de final, que serão realizadas nesta quinta-feira (14), após a repescagem. As quartas e semifinais estão reservadas para a sexta-feira (15), enquanto as disputas por medalha serão no sábado (16).

Pedro Solberg e Vitor (RJ/PB) também venceram dois jogos em sequência e se garantiram nas oitavas de final. Já Evandro e Bruno Schmidt (RJ/DF) e Alison e André (ES) tiveram um tropeço e começam a próxima fase a partir da repescagem.

Por outro lado, Ricardo e Álvaro Filho (BA/PB) perderam suas duas partidas e terminaram eliminados na primeira fase.

CORRIDA OLÍMPICA

A etapa de Doha do Circuito Mundial, classificada com quatro estrelas, abre a corrida por vaga entre as duplas masculinas para representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

Conforme os critérios definidos pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), apenas os eventos de quatro e cinco estrelas, além do Campeonato Mundial, contam na corrida olímpica do Brasil, cada um com peso diferente. As duplas ainda terão uma média dos dez melhores resultados, com a possibilidade de descartar as piores participações.

Uma medalha de ouro em Doha garante 800 pontos à dupla brasileira na briga por vaga em Tóquio. Uma prata equivale a 720 e um bronze soma 640 pontos.

A etapa de Doha é a segunda de dez etapas do nível quatro estrelas programadas para o Circuito Mundial em 2019. A primeira, em Haia, na Holanda, não contou pontos para a corrida olímpica, que segue até fevereiro de 2020. Estão agendadas outras duas fases cinco estrelas e o Campeonato Mundial para este ano.

A primeira etapa da corrida olímpica brasileira no feminino será em Xiamen, na China, de 24 a 28 de abril. As sul-mato-grossenses Talita e Victoria, parceiras de Taiana (CE) e Tainá (SE), respectivamente, devem entrar no páreo.

As duas duplas com maior pontuação em cada naipe estarão classificadas para os Jogos de Tóquio.