Governo prorroga prazo para aumento na carga horária dos servidores de MS - PORTAL ANGÉLICA - Seu Portal de Notícias

16º min
26º min


Governo prorroga prazo para aumento na carga horária dos servidores de MS

Secretário disse que o decreto deve ser publicado em Diário Oficial na próxima semana com prazo para junho ou julho

Publicado em: 14/03/2019 às 17h29

- midiamax

Roberto Hashioka, titular da SAD (foto: Marcos Ermínio)

A SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização) ampliou o prazo que tinha estabelecido para o aumento de duas horas na carga horária dos servidores públicos de Mato Grosso do Sul. Inicialmente a pasta trabalhava com a data de 15 de abril, porém, foi decidido ampliar para junho ou julho.

“Será mais tempo de ajuste para os servidores e para a secretaria se adaptar também. Essa foi uma solicitação unânime entre os sindicatos durante as reuniões e decidimos atender. Vai facilitar para as unidades gestoras se adaptarem”, afirmou o titular da SAD, Roberto Hashioka, que durante a segunda (11) e terça-feira (12) se reuniu com todos os sindicatos que representam o funcionalismo estadual para passar informações sobre a medida.

De acordo com o secretário, o decreto que institui o aumento da carga horária dos servidores deve ser publicado no início da próxima semana, no Diário Oficial do Estado. E até esta sexta-feira (15) Hashioka acredita que o prazo final já estava estabelecido.

A decisão de ampliar a data foi oficializada após reunião que ocorreu na quarta-feira (13) entre o titular da SAD, o secretário de governo, Eduardo Riedel, e a assessoria jurídica do Executivo Estadual.

A medida, de acordo com o Governo do Estado, está sendo tomada para melhorar o atendimento à população. Um dos órgãos a ser atingido com a medida é a sede do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), que atualmente funciona das 7h30 às 13h30.

A redução de 6 para 8 horas diárias foi estabelecida na gestão do governador Pedro Pedrossian e tinha como intenção o corte de gastos porque, na época, o governo acreditava que com a redução de duas horas em algumas repartições públicas do Estado, isso contribuiria para reduzir os custos da máquina pública.

PDV

Sobre o PDV (Plano de Demissões Voluntárias), Roberto Hashioka afirmou que o texto do projeto de lei também deverá ser encaminhado na próxima semana à Assembleia Legislativa do Estado para ser apreciada e votada pelos deputados estaduais.