Agricultores de MS concluem plantio de milho 2ª safra - PORTAL ANGÉLICA - Seu Portal de Notícias

22º min
29º min


Agricultores de MS concluem plantio de milho 2ª safra

Expectativa é produzir 9 milhões de toneladas

Publicado em: 13/04/2019 às 06h30

- correio do estado

Produção deve ter crescimento de 15% em relação ao ciclo passado - Foto: Valdenir Rezende / Arquivo / Correio do Estad

Os agricultores sul-mato-grossenses concluíram o plantio de milho 2ª safra nesta quinta-feira (11). Conforme informado pela Associação de Produtores de Soja (Aprosoja/MS), houve aumento de 10% em relação a área cultivada, totalizando 2,98 milhões de hectares. 

Além disso, a produção foi estimada em 9 milhões de toneladas, o que representa 15% a mais do que o ciclo passado (2017/2018) quando foi colhido 7,8 milhões de toneladas. Os números foram apresentados em relatório produzido pela instituição, no qual foi informado ainda a conclusão da colheita de soja. 

O acompanhamento das safras de grãos no Estado é feita por equipe de profissionais que atuam no Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio (SigaMS). Ao todo foram realizadas 1.982 visitas a propriedades rurais, a fim de atualizar os números por todo o ciclo e confirma as informações projetadas por imagens de satélite. 

No cruzamento das informações utilizadas no documento oficial foi possível identificar o impacto da estiagem na produtividade, aumento de área para ambas culturas e a expectativa de safra para o milho. 

BALANÇO DE SAFRAS

O presidente da Aprosoja/MS, Juliano Schmaedecke faz um balanço sobre a safra de soja e detalha as diferenças observadas nas lavouras de algumas regiões do Estado. 

“Esperávamos uma safra perfeita para soja. Mas o cenário de produtores rurais investindo cada vez mais em tecnologia, áreas sobrepondo o que antes era pasto e cana e prometiam avanço na produção de grãos, não tiveram apoio climático. A safra fecha com média de 48,11 sacas por hectare no Estado. Identificamos médias próximas de 70 sacas e outras fazendas registraram 28,5 sacas por hectare. Isso aconteceu devido as chuvas de manga, mas também pela escassez dela no momento de desenvolvimento da planta e dos grãos”, detalha.

Com relação ao milho, a expectativa é positiva em razão de dois motivos: os produtores que tiveram muita perda na lavoura de soja aproveitaram para adiantar o plantio do milho que teve um bom desenvolvimento e previsão de produtividade na ordem de 78 sacas por hectare. Além disso, o aumento de área plantada em 5,73% deve compensar os empresários que tiveram prejuízo com a soja. 

*Com informações da Assessoria de Imprensa