Pronto Socorro de Bataguassu é o 1º do MS a implantar Sistema Integrado de Atendimento em Telemedicina - PORTAL ANGÉLICA - Seu Portal de Notícias

22º min
35º min


Pronto Socorro de Bataguassu é o 1º do MS a implantar Sistema Integrado de Atendimento em Telemedicina

Objetivo é auxiliar precisão no diagnóstico médico e reduzir remoções desnecessárias de pacientes para outros municípios

Publicado em: 25/04/2019 às 07h00

- jornal da nova

Foto: Assecom Prefeitura de Bataguassu

O município de Bataguassu já é considerado referência no que diz respeito aos atendimentos de saúde oferecidos de forma gratuita à população. De olho nas novas tecnologias, a atual administração municipal está implantando de forma experimental o Sistema Integrado de Atendimento em Telemedicina (SIATE), ferramenta online que visa auxiliar o trabalho dos médicos plantonistas que atendem no Pronto Socorro Municipal.

Segundo o responsável pelo sistema, Dr. Bruno Miniello, que é médico neurologista e neurointervencionista, a ferramenta oferece a prestação de serviços de médicos especialistas em todas as áreas (neurologistas, cardiologistas, clínico geral, cirurgiões entre outros), profissionais estes de renome no País e que atuam em instituições como Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCUSP), Hospital do Servidor Público Estadual e Escola Paulista de Medicina.

Os profissionais, de acordo com Miniello, ficam à disposição 24 horas por dia, sete dias da semana por meio de teleconferência com os médicos plantonistas do município. 

Com o apoio online, os profissionais terão interação a distância em casos clínicos mais graves, podendo obter orientações e sugestões em procedimentos médicos, garantindo mais eficácia ao atendimento, precisão de diagnósticos e evitando possíveis deslocamentos desnecessários de pacientes.

Durante a apresentação do sistema, que contou com a presença do prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB); da secretária municipal de Saúde, Maria Angélica Benetasso e dos médicos Éder Nascimento de Moraes, Lauder Alves e João F. Catina, Caravina disse que a intenção da administração municipal em utilizar o sistema é a de obter precisão no diagnóstico médico em casos de pacientes com maior gravidade e reduzir remoções desnecessárias de pacientes.

“Temos tido registros de acidentes em rodovias envolvendo ambulâncias durante as remoções de pacientes. A intenção é reduzir esses tipos de transferências, colocando a disposição dos médicos plantonistas uma gama de profissionais especializados de todo País, que conectados via internet poderão auxiliar os médicos locais em um diagnóstico mais rápido e preciso”, comentou o gestor. 

Caravina lembra que os médicos terão acesso instantâneo aos especialistas, podendo trocar impressões de forma online sobre exames e demais procedimentos utilizados para a resolução de casos clínicos.

O prefeito frisa que além de evitar o transporte desnecessário de pacientes, garantindo, desta forma, a segurança de pacientes e profissionais, o município terá redução de custos e preveem uma resolutividade mais expressiva de casos. “Temos registros de paciente que é removido, chega ao outro município e é reencaminhado para Bataguassu. Queremos evitar esse tipo de transtorno”, cita. 

Para o diretor clínico da Santa Casa, Éder Nascimento de Moraes, o sistema de telemedicina vem para colaborar e aperfeiçoar os profissionais em casos mais graves. “Será um apoio importante para nós médicos”, disse ele.

Já a secretária municipal de Saúde, Maria Angélica Benetasso lembra que o sistema será utilizado por 60 dias em caráter experimental e que se satisfatório o sistema será contratado para auxiliar os atendimentos.

Maria Angélica lembra que durante o período experimental, será feita uma análise de qual especialidade possui maior frequência de atendimentos e que diante dessa necessidade será feita a contratação de tal especialista. Com Assecom