Inter se recupera e vence o Flamengo no Beira-Rio pelo Brasileirão - PORTAL ANGÉLICA - Seu Portal de Notícias

22º min
32º min


Inter se recupera e vence o Flamengo no Beira-Rio pelo Brasileirão

Publicado em: 01/05/2019 às 17h49

- gazeta esportiva

Foto: Gilvan de Souza/CRF

O Internacional venceu o Flamengo por 2 a 1 na tarde desta quarta-feira, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Jogando em casa, no estádio Beira-Rio, o Colorado saiu na frente com gol de Paolo Guerrero no primeiro tempo. Na etapa final, o Flamengo empatou com Arrascaeta, e Sarrafione decretou a vitória gaúcha.

As duas equipes agora somam três pontos e devem terminar a rodada em posições intermediárias. Na terceira rodada do Brasileiro, o Flamengo visita o São Paulo no domingo, no Morumbi. Já o Inter enfrenta o Palmeiras no sábado, na Arena Palmeiras.

O Jogo

O Internacional, derrotado na primeira rodada pela Chapecoense fora de casa, começou a partida tentando pressionar o Flamengo em seu campo. Com menos de um minuto de bola rolando, Guerrero acionou Nico López, que dominou e arriscou o chute, mas César estava bem colocado e fez a defesa.

Sem contar com o zagueiro Rodrigo Caio, que sofreu uma pancada na cabeça contra o Cruzeiro no último sábado e chegou a ser internado em um hospital, a defesa rubro-negra sofreu com a falta de entrosamento entre Rhodolfo e Léo Duarte. Aos 4 minutos, falta de Renê próxima à linha lateral pela esquerda, que D’Alessandro cobrou rápido e achou Guerrero livre na área do outro lado. O peruano não perdoou e acertou bela cabeçada para o fundo da rede.

O gol Colorado assustou o Flamengo, que não conseguia se encontrar em campo. Com Arrascaeta apagado e a dupla Gabigol/Bruno Henrique rendendo pouco, o Rubro-Negro não conseguia furar o bloqueio gaúcho.

Gabigol chegou perto de marcar aos 12 minutos, quando recebeu livre mas, impedido, parou em Marcelo Lomba, que fez grande defesa. O lance entretando foi anulado.

Dois minutos depois, o Inter quase ampliou quando Nico López recebeu de Iago e, livre, invadiu a área e tentou tirar de César, mas mandou para fora. Aos 17 foi a vez de D’Alessandro arriscar o chute e obrigar César a trabalhar.

O Flamengo se equilibrou em campo e passou a controlar mais a bola. Os comandados de Abel Braga chegaram ao gol aos 21, mas o lance foi anulado com o auxílio do VAR. Everton Ribeiro cobrou falta da entrada da área, a bola passou pela barreira, bateu em Rhodolfo e Bruno Henrique dividiu com o goleiro quando tentava concluir o lance. A bola sobrou para Rhodolfo, que só teve o trabalho de empurrar para o gol.

Os colorados reclamaram e o VAR confirmou que a bola havia batido no braço de Rhodolfo antes de chegar a Bruno Henrique, e o gol não valeu.

O jogo ficou mais truncado na segunda metade do primeiro tempo, e nenhuma das duas equipes chegou perto do gol adversário.

As duas equipes retornaram para a etapa final sem alterações, mas Abel Braga puxou as orelhas de seus jogadores e o Flamengo voltou com nova postura. Logo aos 2, Arrascaeta cruzou e Gabigol encobriu Lomba de cabeça, mas outra vez o atacante do Fla estava em posição de impedimento e o gol não valeu.

O Inter tentou chegar aos 11, quando D’Alessandro cobrou escanteio e Moledo acertou a cabeçada, mas César defendeu.

Aos 14, Arrascaeta recebeu de Arão próximo à meia lua da área e tocou por cobertura para Everton Ribeiro. O goleiro Marcelo Lomba falhou e Everton nem precisou tocar na bola e viu ela seguir para o fundo da rede: 1 a 1.

Vendo sua equipe cair de produção, o técnico Odair Hellmann frez duas substituições de uma vez. Entraram Sarrafiore e Guilherme Parede nos lugares de D’Alessandro e Patrick, respectivamente.

As substituições deram resultado e o Inter voltou a dominar a partida. Aos 22, Nico López recebeu de Iago e soltou uma bomba na trave.

Aos 30, Guerrero recebeu cruzamento de Iago e se antecipou a Rhodolfo na altura da marca do pênalti para acertar bela cabeçada, mas mandou para fora. No minuto seguinte, Sarrafione recebeu na intermediária pela direita, partiu em direção a área, passou por Renê e acertou de canhota um belo chute no canto, colocando o Inter mais uma vez à frente no placar.

Após o novo golpe, o Flamengo tentou pressionar em busca da igualdade no placar, mas poucas chances produziu. Na melhor oportunidade, aos 39, Gabigol acertou chute após confusão na área, mas a bola desviou em Cuesta e Marcelo Lomba defendeu.