Senso crítico - PORTAL ANGÉLICA - Seu Portal de Notícias

22º min
35º min


Senso crítico

Com fábrica de “hits”, Iza estreia na função de jurada do “The Voice Brasil”

Publicado em: 02/08/2019 às 16h18

- correio do estado

Iza tem um antigo histórico com o “The Voice Brasil”. Antes de estourar com seus “hits” nas rádios e plataformas de “streaming”, ela chegou a ser convidada duas vezes para participar da disputa musical. Porém, sem cultivar uma personalidade competitiva, a cantora negou os convites na época. Hoje, aos 28 anos, Iza vê o programa cruzar sua trajetória novamente. No entanto, em uma posição de maior destaque. Pouco mais de um ano depois do lançamento de seu álbum de estreia, “Dona de Mim”, a cantora substitui Carlinhos Brown no time de jurados. O artista veterano ficará só na versão com crianças do “reality show”. “Me chamaram quando eu tinha canal no Youtube, mas não saberia lidar com essa competição. Fiquei com medo. Não saberia lidar psicologicamente com a situação de cantar para quatro cadeiras viradas. Ia ter medo de errar, tropeçar ou público não gostar, por exemplo. Admiro muito quem vem para cá”, afirma.

Mesmo com uma carreira recente e em construção, Iza se mostra segura para avaliar os candidatos da nova temporada do “reality show”. Gravando há algumas semanas, a cantora confessa que as primeiras apresentações geraram certo nervosismo. A fase de “Audições às Cegas” foi uma experiência totalmente inédita para Iza. “O primeiro candidato foi tenso. Mas estou achando superinteressante a experiência. Quando a gente acompanha um show, a gente presta atenção no gestual, na aparência, no sorriso e na energia. Aqui é só a voz, o timbre. É delicado. É um programa para cantar a verdade e não o que sabe cantar. Vou com meu coração. Me emociono bastante”, explica Iza, que trata com delicadeza os candidatos reprovados. “É doido dar um não para alguém. Não penso que estou mudando a vida de ninguém. A pessoa que pisa no palco, faz isso por ela. Faço parte da caminhada de cada um. A gente não sabe o que vai acontecer com a história de quem sai ou de quem ganha. Falo com todo carinho porque é um artista”, completa.

O “The Voice Brasil” não é a única participação de Iza na tevê. Pelo contrário, a cantora tem tido uma presença cada vez mais forte no vídeo. Ela comanda a atual temporada do “Música Boa Ao Vivo”, do Multishow, e, recentemente, esteve à frente do “Só Toca Top”, da Globo, ao lado de Toni Garrido. “O ‘The Voice’ é uma extensão do meu trabalho na música. Quando a gente faz o que gosta, não fica doloroso. Por enquanto, está dando para conciliar tudo”, aponta. Além das produções na tevê e da agenda de shows, Iza também se aventurou pela dublagem. Ela é a responsável pela voz da personagem Nala da versão “live-action” do clássico da Disney “O Rei Leão”. A produção original é dublada pela americana Beyoncé. “Foi um pânico e uma felicidade ao mesmo tempo. Nunca tinha dublado. É muito intenso. Precisa estar muito concentrado porque é interpretar dentro de uma caixa. Durante o processo, você ouve a voz original para reproduzir na mesma entonação, intensidade e tempo. Foi divertido. É um filme que marcou minha história”, valoriza.

Antes de ingressar profissionalmente na música, Iza se formou em Publicidade na PUC-Rio e chegou a trabalhar como editora de vídeo. Porém, após abrir um canal no Youtube com suas performances, a cantora carioca acabou despertando o interesse da Warner Music. Em novembro de 2016, ela lançou seu primeiro “single”, “Quem Sabe Sou Eu”, que integrou a trilha da novela “Rock Story”. De lá para cá, Iza teve um crescimento meteórico no meio musical, emplacando diversos “hits”, como “Pesadão” e “Ginga”. “Fico muito feliz com o que está acontecendo. Não digo que tudo está acontecendo rápido demais porque, quando a gente trabalha com arte, faz tudo desde muito novo. Canto no chuveiro desde os três anos. Me preparei a vida inteira para cantar. Mas não posso deixar de observar como Deus tem me abençoado e como as coisas têm acontecido de uma forma surpreendente”, vibra.