Exportações de carne fresca para os EUA são suspensas em todo Brasil

Na capital, exportações estavam suspensas desde quarta


Após a suspensão das exportações de carnes produzidas me uma das plantas da JBS instalada em Campo Grande para os Estados Unidos, o país decidiu suspender todas as importações de carne bovina fresca do Brasil nesta quinta-feira (22).

A decisão foi motivada pelos recorrentes problemas com a fiscalização sanitária dos produtos brasileiros, segundo afirmou o USDA (Departamento de Agricultura dos EUA) em um comunicado.

Segundo o documento, as suspensões continuarão até que o Ministério da Agricultura tome medidas "satisfatórias" para garantir a qualidade dos produtos brasileiros. O Brasil exporta carne fresca aos EUA desde agosto de 2016.

Entre janeiro e maio, mais de 18,95 bilhões de dólares em carne fresca foram exportados somente para os Estados Unidos. Isso representa 28,5% de toda a carne bovina exportada pelo Brasil, segundo a Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes).

A decisão norte-americana gera incômodo ao mercado frigorífico não só pela perda representativa, mas porque outros países podem ver a medida dos EUA como um exemplo. O Brasil é o maior exportador de carne do mundo.

Em Campo Grande, as exportações para os EUA foram suspensas por decisão do Ministério da Agricultura, após identificar irregularidades provocadas pela reação à vacina contra a febre aftosa.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE