Caminhoneiro é preso por suspeita de estuprar sobrinhas de 8 e 10 anos


Um caminhoneiro de 58 anos foi preso por policiais civis da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), na manhã desta segunda-feira (17), por suspeita de ter estuprado duas sobrinhas, de 8 e 10 anos, no Jardim Noroeste, em Campo Grande.

 

Conforme o delegado titular da DEPCA, Paulo Sérgio Lauretto, foram registradas duas ocorrências contra o caminheiro neste ano. Na primeira, em 28 de junho, em relato à avó, uma criança de 8 anos contou que era avó que era abusada sexualmente pelo tio-avô.

Ao saber do ocorrido, a avó informou o caso para a mãe da menina, que prestou queixa na delegacia.

Em 4 de julho, foi feito o segundo boletim de ocorrência pelo pai de uma criança de 10 anos que o informou de também ter sido abusada pelo motorista, que é irmão de criação do pai dela.

A menina relatou que, além dos abusos, o suspeito mostrava vídeos pornográficos e a ameaçava dizendo que mataria o pai dela com uma arma que tinha, caso ela contasse para alguém o que acontecia.

Os abusos aconteciam há cerca de um ano, quando as crianças visitavam a casa da vó para brincar e ficavam sozinhas. Os estupros ocorriam em momentos diferentes, sem que uma soubesse o que acontecia com a outra.

Após as queixa, as investigações e buscas se concentraram no município de Corguinho, a 88 km da Capital, onde o suspeito estaria escondido, de acordo com informações levantadas pela polícia.

A prisão do caminhoneiro, porém, acabou acontecendo em Campo Grande, em circunstâncias mantidas em sigilo pela polícia.

Neste momento, o suspeito é interrogado na Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente, e conforme repassado pelo delegado Paulo Sérgio Lauretto, nega todas as acusações e diz que tudo não passa de “armação” contra ele.

A prisão preventiva do interrogado já foi decretada e os dois inquéritos serão encaminhados à Justiça, onde o suspeito irá responder por estupro de vulnerável, quando as vítimas possuem menos de 14 anos.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE