PMA prende e autua assentado por exploração e furto de madeira


Uma equipe da PMA (Polícia Militar Ambiental) de Campo Grande realizava fiscalização ontem (26), no assentamento Santa Mônica, localizado no município de Terenos e autuou um assentado que explorava madeira da espécie aroeira, protegida por lei, sem autorização ambiental. A exploração ainda era realizada na área de Reserva Legal do assentamento, a qual também é protegida.

Os policiais adentraram a reserva ao ouvir barulho de veículo e encontraram o infrator, de 18 anos, que arrastava uma tora de aroeira com uma motocicleta. Ele ainda tentou fugir mais foi detido.  A PMA verificou que o autuado havia derrubado diversas árvores da espécie aroeira e a madeira, depois de transformada em estacas e postes, era transportada arrastada com a motocicleta, degradando a mata da reserva legal.

O assentado também possuía um rádio comunicador, pelo qual receberia informações de possível fiscalização. Não foram encontradas outras pessoas no local. A madeira, a moto e o rádio comunicador foram apreendidos.

O assentado, residente no assentamento, recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia de Polícia Federal de Campo Grande e responderá por crimes ambientais e poderá também responder por furto. As penas para os crimes podem chegar a oito anos de prisão. Ele também foi autuado administrativamente pela exploração da madeira protegida e multado em R$ 5 mil.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE