Ivinhema: Policia Civil apreendeu dois menores por porte ilegal de arma de fogo.

| PORTAL ANGELICA


No final da manhã do dia 26/07, a equipe do SIG da Polícia Civil de Ivinhema/MS apreendeu um adolescente de apenas 12 anos de idade e seu irmão de 17 anos, por porte ilegal de arma de fogo e receptação.

De acordo com o apurado, através de informações, a Polícia Civil de Ivinhema/MS apurou que indivíduos da cidade de Nova Andradina/MS estariam em Ivinhema/MS para praticar um assalto.

Os policiais civis iniciaram diligências e apuraram o local onde tais indivíduos estariam.

A equipe do SIG deslocou-se até lá e surpreendeu os dois irmãos adolescentes.

Em busca do menor deles, de apenas 12 anos de idade, os investigadores localizaram um revólver, de calibre 38,  carregado com quatro munições.

Junto dos adolescentes foi encontrada ainda uma motocicleta furtada dias atrás em Ivinhema/MS.

O Dr Ricardo Cavagna, Delegado Titular de Ivinhema/MS conversou com o Site Portal Angelica e disse que os adolescentes estariam escondendo a arma para dois homens que iriam praticar um assalto na cidade.

"Recebemos uma informação de que havia dois indivíduos de Nova Andradina em nossa cidade para praticar um roubo de uma camionete ou de um estabelecimento comercial. Iniciamos imediatamente as diligências e descobrimos onde os indivíduos poderiam estar. Os investigadores do SIG foram até o local e surpreenderam os dois adolescentes, sendo que um deles, de apenas 12 anos de idade estava armado com um revólver pronto para disparo", disse o delegado.

Os dois adolescentes foram conduzidos a Delegacia e depois de ouvidos foram liberados.

O Site Portal Angelica apurou que a equipe identificou quem seria os indivíduos de Nova Andradina/MS e que as investigações continuam para localizá-los.

"Além da apreensão da arma e da recuperação de uma motocicleta recuperada, conseguimos evitar a prática de um crime grave em nossa cidade, ao que tudo indica um roubo de um veículo camionete ou de um estabelecimento comercial. E mais, temos fortes indícios de quem seriam os indivíduos que cometeriam tais crimes", finalizou o delegado Dr Ricardo.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE