PM desarticula provável esquema de ''pistolagem'' em Dourados

Quatro pistolas foram apreendidas, munições, celulares e tocas ninja


Na noite de domingo (30), após denúncia sobre um suposto sequestro que havia ocorrido no Jardim Universitário em Dourados, policiais da Força Tática do 3º BPM (3º Batalhão de Polícia Militar) acabaram desmantelando uma associação criminosa, efetivando a prisão de quatro pessoas, apreendendo uma caminhonete e ainda quatro pistolas com farta munição.

Luiz Carlos Gregol de 39 anos, morador na cidade de Paranhos, Gilson Alves Maccari de 23 anos morador em Amambai, Alex dos Santos Botelho de 23 anos, e Roberto Nunes de Lara de 24 anos, ambos moradores em Paranhos, foram presos logo após sequestrarem um jovem de 25 anos, morador no Jardim Universitário, em Dourados.

Conforme boletim de ocorrência, os fatos se deram por volta das 19h logo após a denúncia de populares relatando que os acusados chegaram na casa da vítima em uma caminhonete Toyota/Hilux, cor preta e teriam o colocado a força no veículo e saído.

Os militares foram até as imediações do crime, abordando a caminhonete no cruzamento das ruas Passo Fundo com a rua Cider Cerzosimo de Souza, no Jardim Universitário. Durante a vistoria no veículo foi localizado a vítima que relatou que os acusados teriam entrado em sua residência encapuzado e o obrigaram a entrar no carro, questionando sobre a morte de Gabriel Gregol e Carlos Domingues Gregol, um duplo homicídio ocorrido há 20 dias em Dourados. 

Durante a vistoria no veículo, foi encontrado de posse de Gilson, uma toca “ninja” e um cigarro de maconha. Já com a pessoa de Alex foi encontrado um carregador de pistola municiado e no veículo ainda foram encontradas uma pistola calibre 380 com um carregador municiado pertencente a pessoa de Roberto e duas pistolas 9mm escondidas no painel do veículo. No banco traseiro foram apreendidos mais uma toca, corda, fita adesiva, um rádio comunicador e diversos aparelhos celulares.

Quarteto preso foi encaminhado a Depac-Dourados – Foto: PM/Divulgação

 

Dentro do carro havia ainda a anotação de um endereço em um controle remoto, tendo a equipe policial deslocado até a rua Oliveira Marques, no residencial Monte Cristo, sendo que lá residia a pessoa de Luiz Carlos Gregol, que também foi vítima do atendado ocorrido contra seu filho Gabriel e seu irmão Carlos Domingues Gregol. Na casa foi encontrado ainda mais uma pistola calibre 380 com dois carreadores municiados e diversas anotações que foram apreendidas e encaminhadas a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados.

O caso foi registrado como sequestro, associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo.

 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE