Com Ruschel e Follmann à frente, Chape vai à audiência com o Papa no Vaticano

Devido a problemas particulares, Neto foi o único dos jogadores sobreviventes da tragédia de Medellín a não viajar. Time catarinense faz amistoso sexta contra o Roma


A Chapecoense não fugiu ao protocolo. Após desembarcar terça-feira na capital italiana para o amistoso de sexta contra a Roma, a delegação do clube catarinense foi ao Vaticano na manhã desta quarta ver o Papa Francisco. Com Alan Ruschel e Jakson Follmann à frente, a comitiva compareceu à Basílica de São Pedro para a audiência semanal do sumo pontífice. Por questões particulares, Neto foi o único dos jogadores sobreviventes da tragédia de Medellín a não viajar.

Ocupando posição privilegiada na praça em frente à basílica, os atletas, a comissão técnica e membros da diretoria assistiram ao evento sempre muito concorrido por milhares de fiéis vindos de todas as partes do mundo. Alguns familiares das vítimas também compareceram ao encontro com o Papa, que foi até onde estava a comitiva brasileira, conversou com os dois jogadores e tirou fotos com a delegação da Chape. Na sequência, eles tiveram uma visita guiada à basílica.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE