Campo Grande vai ter condomínio voltado apenas para população idosa

Programa "Vila da Melhor Idade" será voltado para idosos com baixa renda


Um projeto de lei, sancionado nesta quarta-feira (30) pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), propõe que seja criado em Campo Grande um condomínio residencial que seria habitado apenas por idosos, no âmbito de um programa habitacional voltado para aqueles que tem rendimento máximo de até dois salários mínimos.

O projeto da "Vila da Melhor Idade", proposto pelo vereador Valdir Gomes (PP), já existe em outras cidades brasileiras, como Foz do Iguaçu, no Paraná, e no Rio de Janeiro. A proposta é voltada apenas para pessoas com mais de 60 anos de idade.

As casas poderiam ser habitadas apenas pelos idosos, além de cônjuges ou companheiros, sendo vedada a residência das pessoas com idade inferior ao estabelecido pelo projeto.

De acordo com o projeto, a "Vila" deverá conter praça com academia ao ar livre, pista de caminhada, centro de convivência, horta comunitária, sala de atendimento médico e guarita de vigilância.

 

A Prefeitura deverá escolher o local para implantação do condomínio levando em consideração questões como acessibilidade e integração com as linhas de transporte coletivo. As casas não poderão ser cedidas pelos beneficiados pelo projeto.

Justificativa

O autor da proposta, Valdir Gomes, justificou no texto do projeto que a criação da "Vila da Melhor Idade" é necessária por causa do aumento considerável de idosos na capital. Os últimos dados do IBGE de 2014 apontam que 305 mil pessoas com mais de 60 anos vivem em Mato Grosso do Sul.

Ele cita o Centro de Convivência do Idoso "Vovó Ziza", que possui 1,5 mil idosos, dos quais "50% não tem moradia própria ou são rejeitados pela família", de acordo com o texto do vereador.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE