Insaciáveis: veja quais aplicativos mais consomem bateria em seu Android

Desinstalar ou trocar de aplicativos podem resolver o problema


A situação é corriqueira (e não se limita a um ou outro sistema operacional): após algumas horas longe da tomada, a bateria do seu celular já começa a dar sinais de que não chegará inteira até o final do dia.

Antes de culpar o aparelho, em si - vale lembrar que há modelos, sim, que têm baterias com capacidade de armazenamento abaixo da média -, é importante olhar quais são os aplicativos que estão instalados no seu aparelho.

Isso porque alguns deles, mesmo quando não estão sendo utilizados, são verdadeiros devoradores de bateria. A especialista em segurança Avast divulgou, em seu blog, uma lista de quais desses aplicativos mais consomem bateria em celulares Androids.

Para tal, foram elaboradas duas listas. A primeira, que você vê abaixo, incluem os apps que mais consomem bateria, dados móveis e espaço de armazenamento em celulares Android. Ou seja: quando usados, eles podem dar dor de cabeça em aparelhos mais simples.

Confira:

1 - Samsung Watch On


2 - Documentos Google


3 - Samsung Media Hub

4 - SHARE it

5 - Video Editor (Samung)

6 - Flipboard

7 - Síntese de voz Google

8 - Clean Master

9 - LINE: Chamadas & Mensagens Grátis

10 - Adobe Acrobat Reader

Predadores silenciosos

Nem só quando estão sendo utilizados efetivamente os aplicativos consomem a bateria do seu celular. Alguns deles, mesmo em segundo plano, causam um impacto considerável e tendem a diminuir o tempo entre um carregamento e outro. A lista abaixo inclui os 10 aplicativos que mais drenam a carga de sua bateria quando estão em segundo plano.

1 - Samsung AllShare

2 - ChatON Voice & Video Chat

3 - Samsung Push Service

4 - Google TalkBack

5 - Google Play Music

6 - Google Maps: GPS e transporte público

7 - Google Play Banca

8 - Google Plus

9 - ChatON

10 - Hangouts

Há solução?

Caso algum desses aplicativos esteja instalado no seu celular e você note uma queda de desempenho, convém checar se eles têm sido usado com frequência e, em caso negativo, desinstalá-los de seu aparelho. Outra solução menos drástica - caso, por exemplo, você use frequentemente algum desses - envolve pesquisar aplicativos similares. Às vezes, uma simples troca de aplicativo pode resolver o problema sem que você tenha que deixar de realizar alguma tarefa no celular.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE