Metade dos contribuintes de MS ainda não entregou declaração de IR

São esperados no Estado 447 mil documentos, segundo a Receita Federal

| MARTA FERREIRA / CAMPO GRANDE NEWS


Reprodução

Metade dos contribuintes de Mato Grosso do Sul ainda não prestou as contas à Receita Federal, a 28 dias do prazo, já estendido pelo governo federal.

No Estado, são esperadas 447 mil declarações do Imposto de Renda. O balanço mais recente indica o recebimento de 227.662 documentos, conforme o órgão divulgou. O percentual é parecido com o nacional, que indica enrega de 52% das  32.619.749 declarações esperadas.

Data - O prazo de entrega começou em 1º de março e vai até as 23h50min59s de 31 de maio. A data foi adiada em um mês, sob o argumento de reduzir as dificuldades no recolhimento de documentos impostas pela pandemia de covid-19. No dia 13, a Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que propõe adiar novamente o prazo para 31 de julho, por causa do agravamento da pandemia. Aprovado no Senado, o texto só depende de sanção presidencial para passar a valer

Pelas estimativas da Receita Federal, 60% das declarações terão restituição de imposto, 21% não terão imposto a pagar nem a restituir e 19% terão imposto a pagar.

Serão pagos cinco lotes de restituição. Os reembolsos serão distribuídos nas seguintes datas: 31 de maio (primeiro lote), 30 de junho (segundo lote), 30 de julho (terceiro lote), 31 de agosto (quarto lote) e 30 de setembro (quinto lote). As datas não mudaram, mesmo com o adiamento do prazo de entrega da declaração.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE