Advogado suspeito de feminicídio é transferido e defesa deve entrar com habeas corpus

Suspeito sofreu uma crise de hipertensão na delegacia e precisou ser internado; defesa vai enviar pedido de soltura

| TOP MíDIA NEWS/VINICIUS COSTA


Advogado foi preso no domingo - Crédito: Nova News

O advogado suspeito de ter matado a ex-presidente do PSL, Fernanda Daniele de Paula Ribeiro dos Santos, de 36 anos, foi transferido para Dourados no início da tarde desta segunda-feira (3), após ter sofrido uma crise de hipertensão na delegacia de Nova Andradina.

O suspeito segue internado em uma unidade da Cassems, dessa vez, na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul. O pedido de transferência aconteceu por meio dos médicos para finalização de exames mais complexos da parte cardíaca.

Contudo, a defesa do advogado disse ao site Nova News, explicou que o pedido de habeas corpus para a soltura do suspeito seja entregue ainda nesta segunda ao TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

“Recebi cópias do inquérito bem como da decisão que decretou a prisão temporária. Tenho que a decisão merece ser revogada pelos seus próprios fundamentos. Estamos confeccionando a peça de habeas corpus a ser protocolada nesta segunda-feira no TJ-MS', afirmou a defesa ao site local.

O advogado e ex-namorado de Fernanda foi preso no início da tarde deste domingo (2) e teve sua prisão preventiva decretada.

A investigação da Polícia Civil aponta o advogado como um dos principais suspeitos no homicídio da ex-presidente do PSL, encontrada morta em uma lavoura na cidade de Bataguassu.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE