Implantação da hemodiálise no Cassems Nova Andradina não avança

Projeto esbarra na falta de garantias do governo para credenciamento no SUS. Investimento total do Cassems será de R$ 2 a 3 milhões


As tratativas entre o Hospital Cassems e o governo municipal para a implantação de um centro de hemodiálise na instituição hospitalar pouco avançaram desde o início deste ano.

Segundo informações do médico nefrologista Antônio Pedro Lucas Bittencourt, responsável pela efetivação deste projeto em Nova Andradina, a negociação esbarra na falta de garantias dos governos federal e estadual para o credenciamento do serviço junto ao SUS (Serviço Único de Saúde).

A Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul), está disposta a fazer o investimento, da ordem de R$ 2 a 3 milhões desde que o Estado venha a “bancar” o serviço por meio do SUS. A demanda pelos serviços é evidente, mas não há uma política que venha beneficiar os pacientes renais que há anos lutam para superar o sofrimento de encarar longas distâncias para ter acesso ao tratamento de hemodiálise.

“A tramitação burocrática é muito complicada. Mato Grosso do Sul tem dificuldades junto ao Ministério da Saúde para liberar recursos financeiros para esta finalidade. O município, por sua vez, não tem condições de manter sozinho uma estrutura como esta”, comenta o médico.

Na cidade de Dourados, o serviço de hemodiálise do Cassems conseguiu o credenciamento para atender os pacientes de forma gratuita através do SUS depois de três anos e seis meses após dar início ao processo. O serviço já está disponível aos pacientes renais a partir de segunda-feira (4). O impacto financeiro é de R$ 45 mil mensais para o Estado.

Até o final do mês de outubro, a direção do Cassems deve se reunir com a administração municipal para retomar as conversas com o prefeito Gilberto Garcia. Em janeiro, o gerente da unidade Nova Andradina, Eliezer Branquinho e o médico Antônio Pedro estiveram com o executivo municipal onde solicitaram o apoio político e institucional para fortalecer a articulação pela implantação das máquinas de hemodiálise no município. Gilberto se comprometeu em buscar parcerias com os deputados estaduais e toda a bancada federal para disponibilizar e ampliar os recursos financeiros do Estado e da união para a consolidação deste projeto.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE