Conselho de Ética aprova perda de mandato da deputada Flordelis

Ela é acusada de ser mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019

| TOP MíDIA NEWS/NATHALIA PELZL


Flordelis é suspeita de participar da morte do marido em junho de 2019 - Crédito: Reprodução

O Conselho de Ética da Câmara decidiu, nesta terça-feira (8), por 16 votos a 1, cassar o mandato da deputada Flordelis (PSD-RJ). 

Ela é acusada de ser mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019.

Os deputados aprovaram o relatório do deputado Alexandre Leite (DEM-SP), apresentado na última semana.

O único deputado que votou a favor da Flordelis foi Márcio Labre (PSL-RJ).

O plenário da Casa ainda precisa dar a palavra final na decisão. Para que Flordelis perca o mandato são necessários 257 votos, isto é, a anuência da maioria absoluta dos deputados.

Ainda não há data para a votação e Flordelis poderá recorrer à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. 

As informações foram divulgadas pelo G1. 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE