Incêndio em floresta destrói 300 hectares de eucalipto


Incêndio na fazenda Boi Preto, em Ribas do Rio Pardo, causou muita fumaça e cobriu parte da BR-262 e também chegou à cidade, que fica 12 quilômetros distante. O portal do jornal Correio do Estado apurou com pessoas que estiveram no local que a estimativa é que até 300 hectares da propriedade foram destruídos.

O fogo começou por volta do meio-dia em uma área de reserva, mas por conta do vento alastrou-se para a floresta de eucalipto.

Por conta da plantação ter alto poder de combustão, não foi possível combater as chamas, que logo multiplicaram-se.

Ainda conforme o Correio do Estado, as chamas passaram pela BR-262 e continuaram do outro lado da margem da rodovia.

A plantação de eucalipto pertence a Mário Celso Lopes, ex-sócio da fábrica da Eldorado, em Três Lagoas, e foi alvo da Operação Greenfield da Polícia Federal neste ano. O empresário estava aliado ao grupo J&F Investimentos, dos irmãos Joesley e Wesley Batista.

Até as 16h49, a Prefeitura de Ribas do Rio Pardo, fazendeiros da região e os Bombeiros de Campo Grande tinham sido acionados. Como o combate às chamas no eucalipto praticamente é impossível de ser feito, a estratégia das equipes é criar barreiras para que o fogo não continue sendo levado pelo vento.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE