Armas e quase 1,5 mil munições estavam na casa de sargento da PM preso em flagrante

Operação aconteceu na Capital e em Nova Alvorada do Sul


Dois revólveres e 1.432 munições foram encontradas na casa do sargento da Polícia Militar, preso em flagrante nesta quinta-feira (21) em Nova Alvorada do Sul, a 120 quilômetros de Campo Grande. A prisão aconteceu durante uma operação da corregedoria, que cumpriu quatro mandados de busca e apreensão e ainda encontrou outras 57 munições na casa de militar da Capital.

De acordo com a assessoria da Polícia Militar, a ação da corregedoria aconteceu nas duas cidades de Mato Grosso do Sul para cumprir mandados de busca e apreensão em quatro residência, três delas de militares e um na casa de um cidadão civil. As diligências seriam desfecho a processos conduzidos pela corporação, mas detalhes das investigações não foram repassados a imprensa.

Em Nova Alvorada, na casa do sargento, foram encontrados um revólver calibre 38 e um Magnum 941, além de 1.432 munições. Foram apreendidas: 57 munições de calibre 380, 945 munições de calibre 22, 5 munições de calibre 762, 52 munições de 12, algumas munições de calibres 357 e 556, 10 munições de calibre 20, 5 munições de calibre 32, 242 munições de calibre 38, 116 munições de calibre .40.

Conforme apurado pelo Midiamax, o sargento estaria vivendo em uma propriedade de alto padrão e acabou preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito. Ainda no município, os policiais prenderam um homem, que não teve o nome divulgado, por uso de documento falso.

O suspeito tinha um mandado de prisão em aberto expedido pela justiça federal e no momento da prisão apresentou o documento falso. Assim como o sargento, ele foi levado para a Delegacia de Polícia Civil da cidade.

Na Capital, as equipes da corregedoria apreenderam dois carregadores de pistola 765 e 57 munições de diversos calibres - 31 delas de calibre 32, quatro munições de calibre 22 e outras 22 de calibre 25 – na residência de um policial militar. O suspeito, morador do Jardim Noroeste, não foi encontrado pela polícia. O caso foi registrado na 3ª Delegacia de Polícia Civil.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE