Irmão que matou irmã grávida a tiros confessou crime após jogar culpa em desconhecido

Autor sumiu do local do crime e se apresentou na delegacia contando outra versão, mas depois disse que assassinou vítima após uma discussão

| TOP MíDIA NEWS/VINICIUS COSTA


Irmão confessou que matou Angel com tiro - Crédito: Reprodução/Facebook

O irmão de Angel Luama Pinto Silveira, 28 anos, confessou que atirou na cabeça de sua irmã após uma discussão enquanto retornava para a casa, na madrugada da última segunda-feira (23), na cidade Caarapó, distante a 373 quilômetros de Campo Grande.

Porém, de acordo com a Polícia Civil, antes da confissão, ele teria mentido ao se apresentar na delegacia e dizer que uma terceira pessoa é quem teria cometido o crime. No dia do assassinato, ele teria fugido do local e não apareceu mais para ajudar nas investigações.

No curso da investigação, os policiais souberam que antes do homicídio, vítima e autor estavam em um estabelecimento comercial ingerindo bebidas alcoólicas, sendo que por volta das 00h do dia 23, a dupla saiu do local caminhando e, durante o trajeto, após uma discussão, o suspeito teria sacado um revólver que portava na cintura e efetuado disparo contra sua irmã, alvejando-a na cabeça.

Angel chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros, encaminhada ao hospital da cidade, contudo, ela não resistiu ao ferimento e veio a óbito por traumatismo craniano por ação perfuro contundente. A jovem estava grávida de cinco meses e seu filho também morreu por anóxia intrauterina por óbito materno.

Sabendo que não estava mais em situação de flagrante, o irmão da vítima procurou a delegacia e tentou  atribuir autoria do crime a outra pessoa, mas confessou ter apontado a arma em direção da cabeça de sua irmã e acionado a tecla do gatilho, alvejando-a, alegando acreditar que a arma estava desmuniciada.

A Polícia Civil conseguiu localizar a arma usada no crime, um revólver calibre .38, que estava municiado com uma cápsula deflagrada.

Diante a gravidade dos fatos, a autoridade policial que preside o feito representou pela prisão preventiva do suspeito, medida deferida pela justiça.

Ele foi preso nesta quarta-feira (25) durante as diligências e encaminhado ao presídio da cidade onde permanecerá a disposição da Justiça.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE