Tomar uma cerveja por dia pode reduzir risco de diabetes e de doenças cardíacas, diz estudo

Pesquisa foi conduzida na Universidade Nova de Lisboa, em Portugal

| IVI NOTíCIAS/MIDIAMAX


(Ilustrativa)

Novo estudo publicado na revista científica Journal of Agricultural and Food Chemistry revela que tomar uma cerveja do tipo lager por dia é saudável para o intestino. Isso porque, segundo os cientistas, o hábito aumenta o número de bactérias boas no intestino, que poderia reduzir o risco de desenvolver doenças cardíacas e diabetes tipo 2.

Isso porque, conforme os estudos, a composição do microbioma intestinal afeta nossa saúde e pesquisadores da Universidade Nova de Lisboa, em Portugal, buscaram entender se o consumo moderado de cerveja poderia aumentar essa diversidade de bactérias intestinais.

Então, para testar essa hipóteses, os pesquisadores realizaram estudo duplo-cego e randomizado com 19 homens saudáveis com idades entre 23 e 58 anos, que foram divididos em dois grupos entre os que bebiam 330 ml de cerveja alcoólica ou não alcoólica no jantar todos os dias, durante um mês.

Eles continuaram se alimentando da mesma forma e os resultados mostraram que, após esse período, ambos os grupos apresentaram aumento de 7% na variedade de bactérias no intestino. Além disso, não houve diferença no peso, na massa gorda ou nos níveis de colesterol dos voluntários.

Uma menor diversidade dessas bactérias é associado com diabetes e doenças cardiovasculares, então, a conclusão é que o aumento desses níveis teria efeito contrário.

Embora a pesquisa tenha analisado apenas o tipo 'Larger', espera-se que todos os tipos de cerveja tenham o mesmo efeito. As cervejas que tenham maior quantidade de leveduras podem ter um efeito ainda maior.

Também, os estudiosos afirmam que os efeitos são os mesmos para cervejas não alcoólicas e recomendam essa opção, já que estudos mostram que não há níveis seguros de consumo de álcool.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE