Juiz mantém prisão de ladrão que jogou vítima de roubo no Rio Dourado

No total, foram quatro bandidos que roubaram o carro da vítima, um HB20 branco ano 2013. Três deles foram presos em flagrante pela Polícia Militar


O juiz substituto Deodápolis, Bruno Palhano Gonçalves, determinou a prisão preventiva de Luiz Carlos Cabanha Alves, 21 anos, e a internação de dois adolescentes de 15 e 17 anos, suspeitos de assaltar uma vítima de 35 anos, espancar, amarrar e jogar no Rio Dourados, no sábado (4).

No total, foram quatro bandidos que roubaram o carro da vítima, um HB20 branco ano 2013. Três deles foram presos em flagrante pela Polícia Militar tentando chegar a Dourados com o veículo roubado. Os adolescentes devem ficar internados na Unei de Dourados.

De acordo com o registro policial, o assistente administrativo estava em uma boate em Deodápolis, onde passou a beber com os três assaltantes – Luiz Carlos e os adolescentes. Depois se juntou ao grupo o quarto assaltante, conhecido como “Canela”, morador em Dourados.

Após beberem juntos, o grupo saiu com a vítima para dar uma volta. Ednaldo foi rendido pelos assaltantes, espancado e amarrado. O grupo seguiu para as margens do Rio Dourados, onde o dono do carro foi jogado no rio e os bandidos fugiram com o automóvel.

Mesmo com ferimentos provocados pelas agressões e amarrado, a vítima conseguiu se soltar, saiu do rio e procurou socorro Ele foi levado para o hospital em Deodápolis, onde recebeu atendimento médico. Informada sobre o assalto, uma equipe da Força Tática da Polícia Militar localizou Luiz Carlos e os adolescentes na região da Linha do Potreirito, entre Dourados e Fátima do Sul. O carro estava com um dos pneus dianteiros furado. “Canela” conseguiu fugir

Os criminosos passaram por uma audiência de custódia na comarca de Dourados. Os autos foram remetidos para a comarca de Deodápolis, local do crime. Os dois menores, que respondem por ato infracional equivalente a roubo seguido de morte, tiveram a internação provisória, pelo prazo de 45 dias, decretada pelo juiz.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE